Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Desastres no MEC, paredão no governo e a novela das reformas

Equipe BR Político

Os editores do BRPolítico, Vera Magalhães e Marcelo de Moraes, analisam os atuais desastres que marcam a gestão de Abraham Weintraub à frente do Ministério da Educação nesta nova edição do podcast BRPolítico Chama. Nesse pacote da guerra ideológica dentro do MEC se destacam a estatização dos livros didáticos e a nova postura do presidente Jair Bolsonaro diante das crises de ordem técnica. Na sequência, vem o paredão do ex-secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini, mas qual será o destino do ministro Ricardo Salles que também utilizou avião da FAB, sozinho, para ir à África?

A exoneração do presidente do INSS, Renato Vieira, também é sintoma de ineficiências que não fazem a baleia, para usar a metáfora preferida de ministros do governo, nadar. Outro presidente, desta vez do BNDES, não caiu, mas tomou aquele pito de Bolsonaro. Foi chamado de garoto. Seu antecessor, Joaquim Levy, foi rifado porque não abriu a tal “caixa-preta”. Situação brava mesma é vivida pela China por causa do coronavírus. No Brasil, há três suspeitas. Por fim, o repórter do BRPolítico, Gustavo Zucchi, ouve do deputado Hildo Rocha (MDB-MA), presidente da Comissão Especial da Câmara que debate a reforma tributária, que o governo demora demais para mandar sua proposta, que nem deve existir… Venha ouvir a gente.