Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PSL com cara de Airbnb na nova crise enquanto reformas andam empacadas

Alexandra Martins

O presidente Jair Bolsonaro usou o PSL como se fosse um imóvel de Airbnb: quando precisou, pediu abrigo, se instalou e até reformou a casa, mas agora quer entregar a chave, chutando a porta, a julgar pelo arroubo espontâneo desta semana contra o partido. Nesta oitava edição do podcast BR Político Chama, Vera Magalhães e Marcelo de Moraes falam das implicações políticas desse ato de Bolsonaro de dinamitar esse balaio de gatos. O Major Olímpio, por exemplo, prevê consequências para as eleições municipais de 2020. Para Luciano Bivar, tchau e bênção, já que entregou um barracão e recebeu de volta uma mansão.

Nossos parlamentares estão prestes a liberar a reforma da Previdência do cativeiro. Mas antes, barganham com o pacto federativo. Parece até serviço de reforma de casa, já que a metáfora aqui é moradia: paga-se metade do combinado pela metade do serviço. Dá tempo até de ir a Roma acompanhar a canonização da Irmã Dulce para ganhar tempo em negociações por recursos ainda não liberados.

Se você se cansou de ouvir o termo reforma da Previdência ou reforma tributária, agora é a vez da reforma administrativa. Agora, não. Todo governo tenta emplacar essa agenda. A ver se não ficará só na base da intenção, uma vez que pretende trafegar por terreno movediço, como a estabilidade dos servidores. Mas ninguém se cansa mesmo é de ouvir a voz dele. Vem saber quem é e cantar com a gente.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonaroPSL