Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Senador pede quebra de sigilos de Hans River

Equipe BR Político

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) protocolou nesta terça-feira, 18, na CPMI das fake news um requerimento pedindo a quebra dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático do CNPJ associado a Hans River, ex-funcionário da empresa especializada em disparos em massa de WhatsApp.

Hans River na CPMI das Fake News

Hans River na CPMI das Fake News Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

“O acesso a dados sigilosos da empresa individual da testemunha constitui, ao lado dos dados da própria pessoa física, o principal meio para esclarecimento das reais condições e circunstâncias em que se deram as tratativas com a jornalista da Folha de São Paulo“, justifica o senador no pedido, informou o Estadão.

Durante depoimento à CPMI das fake news, na terça, 11, Hans insultou a repórter Patrícia Campos Mello, do jornal Folha, e mentiu ao afirmar que ela havia se insinuado para ele em troca de uma reportagem sobre o uso de disparos de mensagens na campanha eleitoral. As declarações foram desmentidas por meio de mensagens de texto e em áudios trocados entre Hans e a jornalista no período em que ele foi fonte das reportagens sobre o uso de disparos de mensagens na campanha eleitoral.

Como você leu no BRP, na quinta passada, a relatora da CPI, deputada Lídice da Mata (PSB-BA), já havia pedido ao Procurador-Geral da República, Augusto Aras, abertura de uma investigação contra River por falso testemunho no depoimento. No pedido, a deputada diz que Nascimento cita informações que, posteriormente, “viriam a se mostrar inconsistentes ou inverídicas”.