Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

50,3% dizem que Lava Jato tem direcionamento, aponta pesquisa

Cassia Miranda

Exclusivo para assinantes

Enquanto a crise entre a força-tarefa da Lava Jato e a Procuradoria-Geral da República (PGR) ganha novos contornos a cada dia, pesquisa realizada pelo Instituto de Planejamento Estratégico (Ibespe) e divulgada nesta terça-feira, 4, indica que a maioria dos entrevistados acredita que a operação é direcionada.

Foto: Felipe Rau/Estadão

Perguntados se a Lava Jato deixou alguns partidos de fora da investigação propositalmente, 50,3% dos 1.068 entrevistados dizem que sim. Enquanto isso, 32,2% discordam dessa avaliação. Aqueles que não souberam ou não responderam somam 17,5%. O levantamento foi realizado em 31 de julho, quando os exs-governadores de São Paulo José Serra (PSDB) e Geraldo Alckmin (PSDB) já haviam se tornado réu e denunciado, respectivamente, na operação.

Em seis anos de operação, ao menos 14 partidos já foram atingidos pela Lava Jato. O PT, por conta da prisão do ex-presidente Lula, é o partido mais relacionado à Lava Jato, no entanto, não é o principal alvo, sendo o PP, a sigla com mais investigados. A pesquisa do Ibespe foi realizada via telefone com eleitores dos 26 Estados e do Distrito Federal. A margem de erro é de três pontos porcentuais.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Lava Jatopartidospesquisadirecionamento