Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

União vai pagar R$ 59 mil por críticas de Gilmar a Deltan

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O juiz federal Flávio Antônio da Cruz, da 11ª Vara Federal de Curitiba, entendeu que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes ofendeu a honra do coordenador da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, e determinou que a União pague R$ 59 mil a título de reparação pelas ofensas.

Ministro do STF Gilmar Mendes. Foto: Nelson Jr./STF

Dallagnol entrou com ação contra Gilmar em dezembro de 2019 por “insinuações, acusações e ofensas de distintos naipes e calibres, em sessões de julgamento ou em entrevistas concedidas à imprensa”. A decisão foi proferida na última sexta-feira, 7, e cabe recurso.

Pelo Twitter, na manhã desta terça-feira, 11, o procurador da Lava Jato afirmou que o valor indenizatório será doado. “Os recursos serão doados, por mim e pelo advogado, para a construção do primeiro hospital oncopediátrico do sul do Brasil, que é filantrópico”, disse. Gilmar ainda não se pronunciou sobre a decisão.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Deltan Dallagnolgilmar mendes