Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

75% dos paulistanos são contra volta às aulas, aponta Datafolha

Cassia Miranda

Exclusivo para assinantes

Pesquisa Datafolha mostra que 75% dos eleitores de São Paulo acham que as escolas deveriam permanecer fechadas nos próximos dois meses. O número corresponde a três em cada quatro paulistanos. Outros 24% afirmam que elas deveriam ser reabertas, e 1% não opinou. Na Capital, o prefeito Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição, deixou para novembro a decisão sobre a retomada. No Estado, o governador João Doria (PSDB) definiu o cronograma de reabertura a partir de outubro e já liberou parte das atividades escolares desde 8 de setembro.

Alguns colégios contratam consultorias prestadas por hospitais e laboratórios para organizarem a volta às aulas presenciais. FOTO ALEX SILVA/ESTADÃO

O levantamento explicitou a diferença de opinião de acordo com a renda familiar mensal. Entre os paulistanos que ganham até dois salários mínimos (R$2.090), 77% afirmam que as escolas deveriam permanecer fechadas nos próximos dois meses. Entre os que têm renda mensal de mais de 10 salários mínimos (R$ 10.450) esse índice cai para 56%.

No grupo dos que têm em casa estudantes matriculados na rede privada e os que têm na rede pública, no entanto, o apoio à manutenção das escolas fechadas é semelhante. Segundo a pesquisa, 75% dos eleitores na primeira situação apoiam que elas continuem sem aulas nos próximos dois meses. Esse índice é de 79% para os que têm em casa uma criança matriculada em creches da prefeitura, 80% na rede municipal e 77% na estadual.

A pesquisa foi realizada nos dias 21 e 22 de setembro. Foram entrevistados 1.092 eleitores com 16 anos ou mais na cidade de São Paulo. A margem de erro para essa pergunta é de 3 a 6 pontos porcentuais, para mais e para menos.

Tudo o que sabemos sobre:

paulistanosvolta às aulasdatafolha