Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

76ª fase da Lava Jato mira supostos crimes em diretoria da Petrobrás

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira, 7, a 76ª fase da Lava Jato. A operação Sem Limites III investiga crimes de corrupção passiva, organização criminosa e de lavagem de dinheiro na Gerência Executiva de Marketing e Comercialização da Diretoria de Abastecimento da Petrobrás, especialmente no comércio de bunker, como é conhecido o produto escuro usado como combustível de navio.

Petrobrás Foto: Sergio Moraes/Reuters

Agentes cumprem três mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, sendo que entre os alvos estão funcionários da Petrobrás que teriam repartido propinas com outros servidores públicos já denunciados e investigados na Lava Jato.

Em nota, a procuradoria afirmou que “considerando-se que os elementos de provas sugerem que os investigados promoviam um verdadeiro rodízio no fechamento de operações com as empresas do setor e que estas também pagavam vantagens indevidas, as buscas objetivam chegar aos executivos dessas outras companhias, além de outros funcionários envolvidos”.

A primeira etapa da Sem Limites foi realizada no final de 2018, e investigou empresas do mercado internacional por suspeita de pagar milhões em propinas a funcionários da Petrobrás em troca de vantagens na aquisição de derivados do petróleo.

Tudo o que sabemos sobre:

Lava JatoSem Limites II76ª fasePF