Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Estado disfuncional’

Equipe BR Político

Em artigo em seu blog pessoal, o escritor Sérgio Abranches comenta sobre as mutações que estão acontecendo no chamado presidencialismo de coalizão. Nesse contexto de mudanças, o presidente Jair Bolsonaro rejeita e antagoniza antagoniza as condições institucionais do modelo político, por confundi-las com práticas de clientelismo e corrupção. Bolsonaro gera o seu próprio modelo de coalizão e, com isso, inova nos problemas criados. O escritor descreve que essas mudanças nos colocam em um “estado disfuncional”.

“Prefere governar como presidente minoritário, negociando — com enorme dificuldade — maiorias eventuais e casuais e apelando à sua — declinante — base social para pressionar o Congresso. Agravam-se os problemas com sua preferência por uma agenda estreita, miúda, que representa apenas o núcleo minoritário dos que o elegeram. O quadro de complicações se completa com um presidente de mentalidade autoritária, arroubos populistas, politicamente fraco, que usa os poderes presidenciais com imperícia”, escreveu.