Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘A corrupção mina a base estrutural da democracia’

Equipe BR Político

A ministra do STF, Cármen Lúcia, afirmou na manhã desta quarta-feira, 15, que a corrupção mina as bases da democracia, prejudica a economia e que, em sua opinião, é um crime violento que provoca vítimas, ainda que invisíveis. As declarações foram dadas no 7.º Congresso Internacional de Compliance, em São Paulo.“A corrupção mina a base estrutural de uma democracia, mina a sociedade porque as pessoas passam a desconfiar umas das outras e compromete politicamente porque não se acredita na higidez e confiança das instituições”, disse, ao argumentar sobre a necessidade de uma “transformação” na administração pública, segundo o Broadcast Político. 

A ministra afirmou ainda que a jurisprudência não considera a corrupção como um crime violento, mas ela sim. “Eu digo que é (um crime violento). É que é uma violência invisível. Porque o tiro mata e a vítima está no chão. As vítimas dos crimes ambientais, da falta de saúde, das filas intermináveis que fazem com que morram sem atendimento, da escola que não é dada, provocam vítimas invisíveis, mas não são poucas”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

Cármen LúciaministraSTFcorrupção