Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A ‘DR’ de Moro e Bolsonaro

Equipe BR Político

Para resolver mal-entendidos, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, tiveram uma reunião a sós na terça-feira, 27. A conversa parece ter sido produtiva: horas depois do encontro, Moro elogiou Bolsonaro no Twitter por seu compromisso com o combate à corrupção, e recebeu um “Vamos, Moro!” de Bolsonaro, em resposta. Ainda após a reunião, Moro voltou a enaltecer o chefe, desta vez, em um evento da PF. Interlocutores relatam que ambos conversaram sobre uma “rede de intrigas” que teria como objetivo desgastar a relação entre eles. De acordo com o Estado, essas intrigas seriam geradas principalmente no aplicativo WhatsApp, usado pelo presidente para receber informações que, muitas vezes, influenciam suas políticas.

A relação entre Moro e Bolsonaro parecia ter desandado quando, no fim de semana, o presidente Bolsonaro respondeu a um comentário no Facebook dizendo que Moro não esteve com ele na campanha. Um dos motivos de desavenças seria o silêncio do ministro com relação às críticas feitas à interferência de Bolsonaro na PF, que é subordinada à pasta da Justiça. Moro não defendeu Bolsonaro publicamente das acusações de interferência no órgão. Já o ex-juiz tem sofrido derrotas significativas dentro do governo, como a retirada do Coaf da alçada do ministério da Justiça e a resistência com relação a seu pacote anticrime.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.