Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A falácia da renovação do Congresso

José Fucs

Quem aposta numa grande renovação do Congresso nas eleições deste ano pode se desiludir. Ao menos é o que diz o jornalista Eduardo Oinegue, em artigo publicado nesta quarta-feira, 9, na Folha de S. Paulo. Segundo ele, a ideia de que metade do Congresso se renova a cada eleição é uma falácia. “A renovação real é uma fração mínima disso”, afirma.

Em 2014, por exemplo, do total de 513 deputados eleitos, 290 já integravam a legislatura anterior e se reelegeram. Dos outros 223 deputados que compõem o tal índice oficial de renovação da Câmara, só 24, o equivalente a apenas 4,7%  do total, eram novos mesmo, sem parentesco com políticos da velha guarda, participação em legislaturas anteriores ou no primeiro escalão governo e em outras instâncias de poder. / J.F.