Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A favor de Evo, Putin pede ação ‘responsável’ na América Latina

Equipe BR Político

No poder desde o ano 2000 e a poucos dias da Cúpula do Brics, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, se colocou ao lado do líder Evo Morales, até ontem presidente da Bolívia, na crise que o obrigou a renunciar em razão das suspeitas de fraudes no último pleito presidencial. Por meio de sua chancelaria, Putin pede em comunicado desta segunda, 11, segundo mostra o UOL, que as nações da América Latina ajam com “responsabilidade”.

“Apelamos a todas as forças políticas bolivianas para que sejam sensatas e responsáveis, para que encontrem uma solução constitucional para a situação no interesse da paz, da tranquilidade, da restauração da governabilidade das instituições do Estado, da garantia dos direitos de todos os cidadãos e do desenvolvimento social e econômico do país, ao qual estamos ligados por uma relação de amizade”, diz o texto.

A mensagem do Ministério das Relações Exteriores russo foi vista como recado ao Brasil, de acordo com a publicação. “Esperamos que esta abordagem responsável seja demonstrada por todos os membros da comunidade internacional, pelos vizinhos latino-americanos da Bolívia, pelos países extra-regionais influentes e pelas organizações internacionais”, afirma a chancelaria russa. O governo de Putin classificou a crise na Bolívia de “golpe” contra Morales.