Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A influência das redes nas urnas

José Fucs

Um estudo realizado pela Bites, empresa voltada para mapeamento e análises do mundo digital, mostra que 43,4% dos eleitores brasileiros serão influenciados pelas redes sociais. O estudo, citado pelo economista Rodrigo Constantino em seu blog no site do jornal Gazeta do Povo, revela também que quase 60% dos entrevistados pretendem acompanhar as publicações dos candidatos via Facebook, YouTube, Instagram e Twitter.

“Junto com a TV, a Internet terá um protagonismo relevante na formação da opinião do eleitor nesta eleição”, afirma Manoel Fernandes, diretor da Bites. “Em relação a 2014, o orçamento ficará muito abaixo do que foi gasto em anos anteriores, além da permissão dada pelo Tribunal Superior Eleitoral aos candidatos para impulsionar seus conteúdos nas redes sociais.” / J.F.

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo ConstantinoBitesredes sociais