Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A matrioska de Bolsonaro

Vera Magalhães

Em sua coluna neste domingo no Estadão, J.R. Guzzo compara as áreas de influência do governo Bolsonaro às matrioskas russas, aquelas bonecas em que uma, menor, é colocada dentro de uma maior sucessivamente. Para ele, pouco importa analisar essas camadas, mas sim o que o presidente legará de seus quatro ou oito anos de mandato.

“O Brasil, em menos de um ano, já tem uma outra Previdência Social – não voltará, nunca, a ter a mesma. Não existe mais a BR Distribuidora. Lembram dela? Era uma empresa 100% “estratégica”. Já sumiu, também neste ano – e ninguém nem percebeu. Os juros, antes do primeiro aniversário do presente governo, estão a 4,5% ao ano, seu nível mais baixo em toda a história. E em 2022 ou 2026 – que país haverá aqui? O Brasil sem Bolsonaro pode ser também um Brasil sem Petrobrás”, escreve.