Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A opção do Reino Unido

Equipe BR Político

Em sua coluna na Folha neste sábado, Hélio Schwartsman fala sobre a vitória de Boris Johnson por larga margem no pleito no Reino Unido, que deve acelerar a saída dos países da União Europeia. “Um dos problemas da democracia é que, quando a maioria dos eleitores decide marchar para o precipício, o país cai no abismo. É o que acontece no Reino Unido com a maiúscula vitória do premiê Boris Johnson”, opina.

Para ele, o Brexit vai significar um retrocesso econômico para o Reino Unido, e só é majoritário graças a uma série de mistificações ventiladas pelas redes sociais. “Um estudo do próprio governo britânico que vazou em 2018 estimou que, com o brexit, até 2034, o PIB ficará entre dois e oito pontos percentuais menor do que seria em caso de permanência. Com a saída nos termos pretendidos por Johnson, o prejuízo seria de 6,7 pontos percentuais.”