Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Comércio segue o PIB fraco

Equipe BR Político

“Com baixo potencial de crescimento econômico e escasso poder de competição, o Brasil continuará, nos próximos anos, contabilizando resultados mais modestos no comércio exterior, segundo as projeções do mercado. A mensagem dos números é clara e as autoridades deveriam entendê-la como importante advertência. Em quatro semanas, o superávit comercial estimado para este ano passou de US$ 48,85 bilhões para US$ 46,40 bilhões – números constantes do boletim Focus divulgado na segunda-feira passada pelo Banco Central (BC). No mesmo intervalo, o resultado previsto para 2020 diminuiu de US$ 45 bilhões para US$ 42,50 bilhões. A tendência se mantém no ano seguinte, com a redução de US$ 45,80 bilhões para US$ 43 bilhões. O valor final aumenta um pouco no cenário de 2022 e chega a US$ 45 bilhões, mas, de novo, com perda em relação ao projetado um mês antes, US$ 46,55 bilhões.”

Trecho de editorial do Estadão desta terça-feira, 19.