Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Legalização dos camelôs

Equipe BR Político

“Depois de várias tentativas malogradas, a Prefeitura resolveu tentar um caminho inovador – que foge das várias formas de simples repressão – para resolver o velho problema dos camelôs, que só tem se agravado nos últimos anos. Ao contrário dos seus antecessores, o prefeito Bruno Covas decidiu arriscar, optando por uma solução audaciosa: a legalização da situação dos camelôs, que hoje são 45 mil, dentro de determinadas regras, cuja observância promete fiscalizar com rigor. Logo saberemos se a aposta vai vingar.

Para dar ao problema uma dimensão mais ampla que a da simples regularização do comércio ambulante ilegal, foi fixado para o programa “Tô Legal”, lançado recentemente, o objetivo de incentivar o empreendedorismo, o trabalho e a geração de emprego. “Estamos falando de uma situação que é decorrência de uma crise econômica que o País viveu durante vários anos, que gerou milhares de desempregados e que não adianta deixarmos todos na ilegalidade”, afirma o prefeito. É verdade que com a crise, uma das mais graves já enfrentadas pelo País, o número dos desempregados – que sempre foram a maioria dos camelôs – explodiu, criando uma situação insustentável.”

Diz trecho de editorial do Estadão desta sexta-feira, 22.