Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: O Pisa e o futuro da educação

Equipe BR Político

“No dia seguinte à divulgação dos resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês), que voltou a comprovar a má qualidade do sistema brasileiro de ensino básico, o presidente Jair Bolsonaro fez o que os especialistas em educação mais temiam.

Em vez de discutir em termos técnicos um problema que pode comprometer a emancipação intelectual e social das próximas gerações e pedir ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, a formulação de uma política que defina prioridades para o setor educacional, Bolsonaro optou por fazer comentários genéricos. Mas, em primeiro lugar, confundiu ensino fundamental com ensino médio e este com ensino superior. Em segundo lugar, invocou argumentos ideologicamente enviesados. E, em terceiro lugar, tentou atribuir a responsabilidade pelo baixo nível do ensino brasileiro ao educador Paulo Freire, falecido em 1997.”

Diz trecho de editorial do Estadão deste sábado, 7.