Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Ociosidade na residência médica

Gustavo Zucchi

“Outro fator responsável pela contradição entre disputas acirradas e alto número de vagas ociosas foi a expansão das residências pelo programa Mais Médicos, lançado pelo governo federal em 2013 e que abrangia ações dos Ministérios da Saúde e da Educação, com a promessa de melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde e suprir a carência de médicos no interior do País. A ideia era dar prioridade à instalação de residências médicas nas regiões carentes de formação profissional. No entanto, a iniciativa pecou por sérios problemas de concepção e de implementação, a exemplo do que ocorreu com vários outros programas lançados durante a gestão da presidente Dilma Rousseff.”

Tudo o que sabemos sobre:

Editorial Estadão