Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Ranço bolivariano

Equipe BR Político

“Nem só do recurso à força vive um autocrata. É bom desconfiar das intenções de um governante que recorre a toda sorte de artifícios políticos ou jurídicos para concorrer a sucessivos mandatos e, assim, dar ares de legalidade a seu desejo de se aferrar ao poder. Um dos traços distintivos dos genuínos democratas é o apreço pela alternância de poder. Ao fim e ao cabo, é reconhecer as limitações que todos temos.

Há pelo menos três anos, já estava claro até para as lhamas do Altiplano da Bolívia que valores democráticos e Evo Morales tornaram-se termos antitéticos. Em 2016, o presidente boliviano não reconheceu o resultado de um referendo sobre a reforma constitucional promovida por seu governo a fim de incluir na Carta uma autorização para que ele pudesse concorrer ao quarto mandato (2020-2025).”

Diz trecho de editorial do Estadão nesta quinta-feira, 24.