Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Trajetória insustentável

Equipe BR Político

“A Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado alerta que o País continua numa trajetória fiscal insustentável por causa do avanço das despesas obrigatórias. No seu último 

, a possibilidade de quebra do teto de gastos foi antecipada de 2022 para 2021.

A notícia chega num momento em que o governo anuncia a redução do rombo nas contas públicas previsto para 2019. A meta inicial era um déficit primário de até R$ 139 bilhões. Agora, estima-se que deverá ser inferior a R$ 80 bilhões. “Nosso governo queria reverter a trajetória de expansão descontrolada dos gastos públicos. Isso era uma questão de princípio”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes.”

Diz trecho de editorial do Estadão neste domingo, 24.

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo GuedesIFI