Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: Violência intolerável

Equipe BR Político

“O atentado contra a sede da produtora Porta dos Fundos, cometido na véspera do Natal, não foi o primeiro crime de uma espiral de intolerância que, tristemente, tem marcado a vida nacional nos últimos anos. Espera-se que tenha sido o último. Atos dessa natureza têm de receber dura resposta do Estado a fim de servirem de exemplo a outros tresloucados que cogitem usar de violência para fazer valer seus valores e crenças. Isso é intolerável em sociedades democráticas.

Neste sentido, foi exemplar a presteza da Polícia Civil do Rio de Janeiro em identificar um dos principais suspeitos de ter planejado e executado o ataque com coquetéis Molotov contra a sede do grupo humorístico, em Botafogo, zona sul da capital fluminense. Recorrendo à tecnologia, peritos conseguiram reconstituir o rosto e a voz do suspeito, que gravou vídeos durante e após o atentado. Comparando os resultados obtidos com as câmeras de segurança na região do ataque e com a base de dados do Instituto de Identificação Félix Pacheco, a Polícia Civil chegou ao nome de Eduardo Fauzi Richard Cerquise, que está foragido.”

Diz trecho de editorial do Estadão nesta sexta-feira, 3.