Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

À PF, Queiroz nega saber de vazamento da Furna da Onça

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em depoimento à Policia Federal na tarde de segunda-feira, 29, o ex-assessor Fabrício Queiroz disse aos investigadores que não recebeu informações privilegiadas da Operação Furna da Onça, de acordo com o Estadão.

O ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz é preso em Atiabaia (SP) na investigação sobre ‘rachadinhas’ no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)

O ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz é preso em Atiabaia (SP) na investigação sobre ‘rachadinhas’ no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) Foto: Sebastião Moreira / EFE

Deflagrada em novembro de 2018, a Furna da Onça foi o estopim que levou à elaboração do relatório financeiro do Coaf que detectou suas movimentações financeiras.

Preso desde o último dia 18, Queiroz disse ainda que sua demissão do gabinete de Flávio foi a pedido, motivada por cansaço do trabalho, ao contrário da tese de que sua saída foi determinada após a família Bolsonaro tomar ciência do relatório do Coaf que mencionava suas transações financeiras.

Procurada pela reportagem do Estadão, o advogado Paulo Emílio Catta Preta, que defende Fabrício Queiroz, disse que não iria comentar o caso em virtude de sigilo legal.