Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A pressa de condenar a Lava Jato

Equipe BR Político

Em sua coluna em O Globo, Fernando Gabeira diz que, apesar de estar recebendo cobranças por não ter condenado a Lava Jato diante das conversas divulgadas pelo The Intercept Brasil, prefere aguardar a divulgação de todo o material e analisar seu contexto. O colunista lembra que sempre apoiou a operação e que não se importa com a pressa do tribunal do Twitter.

Ele afirma que os julgamentos que resultaram em condenações na Lava Jato foram públicos e ela resistiu até aqui, mas que dificilmente um movimento histórico dessa importância resiste à divulgação de conversas particulares sem desgate. “Lendo o livro sobre o gênio político de Abraham Lincoln, a sensação é de que, se algumas conversas fossem vazadas como hoje, também seriam incômodas. Para abolir a escravatura, foi preciso um toma lá dá com parlamentares, ainda que em número pequeno. Isso não justifica nada. Apenas reforça a tese de que um julgamento depende de dados, de um contexto e, sobretudo, de verificação de sua autenticidade”, escreve.