Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A pressa para decolar (2)

Marcelo de Moraes

Pré-candidatos que pedem paciência aos aliados ansiosos pela decolagem citam o caso da eleição para a Prefeitura de São Paulo, em 2016. Na ocasião, João Doria largou com quase nada nas pesquisas e venceu no primeiro turno. Mais distante, em 1992, Cesar Maia, pai de Rodrigo Maia, inaugurou sua hegemonia no Rio saindo de míseros 3% para a vitória.

O problema é que os tempos mudaram e a paciência de outros anos não existe mais. Acabou a polarização absoluta entre PSDB e PT, que marcou as eleições de 1994 até 2016. O atual governo é fruto de um impeachment. Lula está preso. O radicalismo de Jair Bolsonaro, pela primeira vez, encontra respaldo eleitoral. Esse mundo novo parece ter pressa para tomar forma. /Marcelo de Moraes

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

Eleições 2018