Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A pressão política sobre os combustíveis

Equipe BR Político

A saída de Pedro Parente da Petrobras ampliou a pressão do Congresso sobre o governo para mudar a política de preços da estatal, inclusive entre os partidos aliados ao presidente Michel Temer.

Segundo reportagem publicada no site da Folha, o objetivo é levar o governo a adotar medidas para barrar a volatilidade e garantir maior estabilidade nos preços dos combustíveis. Com Parente, a Petrobrás passou a vincular o valor cobrado nas bombas aos preços internacionais do petróleo e à cotação do dólar.

Tudo o que sabemos sobre:

Petrobraspedro parenteCongresso