Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A troca de peças no ‘xadrez’ da República

Equipe BR Político

2020 será o ano em que o governo de Jair Bolsonaro estará de olho na movimentação das peças do “xadrez” dos Poderes da República. Afinal, será neste ano que serão articularas a sucessão de Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP) nas Casas Legislativas e ainda haverá troca de comando no STF. Mais do que isso, o presidente fará sua primeira nomeação para o Supremo, com a aposentadoria de Celso de Mello.

“O mais estratégico desses cargos é a presidência da Câmara. Bolsonaro e seu entorno já perceberam que Rodrigo Maia fez dela um bunker para frear os projetos prioritários do presidente, aqueles que ele prometeu na campanha e que pretende apresentar como realizações”, lembra a colunista do Estadão e editora do BRP Vera Magalhães em sua coluna publicada neste domingo, 9. Outro ponto-chave seria a possível nomeação (ou não) do ministro Sérgio Moro ao STF. “A campanha de 2022 já corre a todo vapor, não na desnorteada esquerda do esvaziado Lula ou no pulverizado centro, mas no quintal de Bolsonaro. E a ocupação dos espaços nos postos de mando institucional é a chave que, além do sucesso da economia, definirá se o “capitão” terá travessia mais tranquila ou mais pedregosa para tentar mais quatro anos no poder.”

Tudo o que sabemos sobre:

Vera MagalhãesJair Bolsonaro