Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A zica de Pedro Parente

José Fucs

A competência do presidente da Petrobrás, Pedro Parente, como administrador não se discute. Em cerca de dois anos ele conseguiu reerguer a Petrobrás das cinzas. Mas não dá para negar que ele é tremendo pé frio.

No governo de FHC, quando foi responsável pela gestão da crise energética, Parente ficou conhecido como “ministro do apagão”. Agora, no governo Temer, quando a Petrobrás alcançava seu maior valor de mercado, recuperando o posto de empresa mais valorizada da Bolsa, tornou-se pivô do movimento dos caminhoneiros que paralisou o Brasil. Talvez, Parente devesse procurar o quanto antes um líder espiritual de sua confiança para “fechar o corpo”. / José Fucs

 

Tudo o que sabemos sobre:

pedro parentePetrobrasFHCapagão