Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Abertura de novos sindicatos despenca no País

Equipe BR Político

Em quase dois anos, os pedidos de abertura de sindicatos caíram drasticamente no Brasil, de acordo com o Ministério da Economia, a exemplo do que ocorre em várias economias neoliberais consolidadas no mundo. O motivo para a queda é o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, em vigor desde novembro de 2017. Dados do Cadastro Nacional de Entidades Sindicais apontam que apenas 176 registros foram solicitados este ano, até meados de agosto. Em anos anteriores à mudança, esse número batia a casa dos 800 pedidos.

Segundo o Estadão, o dado repete tendência verificada em 2018, o primeiro ano cheio da reforma trabalhista, quando apenas 470 solicitações foram registradas. No ano passado, apenas 174 pedidos foram concedidos; neste ano, são 106 os que receberam sinal positivo do ministério. Sobre esse assunto, governo e entidades sindicais concordam em um ponto: o dado reflete o freio à criação de novos sindicatos que surgiam apenas para viver do fácil financiamento que vigorou por décadas no País.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.