Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Abismo entre pobres e ricos

Equipe BR Político

Em sua coluna nesta terça-feira no Estadão, Eliane Cantanhêde discorre sobre os resultados do Índice de Desenvolvimento Humano, divulgado nesta segunda-feira pela ONU, e diz que o degrau entre pobres e ricos no Brasil, acentuado, é vexaminoso e a maior chaga a enfrentar. “O principal alerta sobre o significado de tudo isso está aqui perto, no Chile. Considerado um oásis, com bons indicadores econômicos, políticos e sociais, o país ficou novamente em primeiro lugar no IDH na região. Então, há alguma coisa fora de lugar. Se o país tem o melhor IDH e indicadores tão elogiados, por que pipocaram manifestações gigantescas contra tudo?”, escreve.

Ela lembra que a resposta chilena foi uma tentativa das várias forças políticas, da esquerda à direita, de entender o que se passou e tentar apresentar uma resposta à sociedade para o clamor por maior igualdade social. “É arregaçar as mangas, lá, como cá, para que o Estado deixe de servir às castas estatais e privadas e passe a se voltar para o interesse da maioria, para aqueles que realmente precisam do Estado. Reformas já! Mas não só enxugando os privilégios de quem não precisa, mas garantindo direitos para quem precisa. O começo de tudo é a Educação.”