Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Adiamento foi para ‘aprimorar o texto’, diz relator

Equipe BR Político

Ao pedir o adiamento da sessão de votação do relatório da reforma da Previdência, o relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Marcelo Freitas (PSL-MG), disse que mais uma sessão seria necessária para “analisar temas complexos” apresentados pelos deputados e “aprimorar o texto”. “Na busca de se construir algo demonstrando efetivamente a soberania deste parlamento, solicito mais uma sessão para que a gente possa analisar cuidadosamente cada um desses temas”, disse.

A oposição comemorou a decisão. Na sequência, o presidente da CCJ encerrou os trabalhos e disse que não haveria nenhum prejuízo no adiamento. Ainda hoje devem acontecer reuniões para tratar sobre possíveis alterações no texto, informou Francischini.