Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Adnet estreia como sambista e imita Bolsonaro na avenida

Vera Magalhães

O humorista Marcelo Adnet parou a Sapucaí ao desfilar num dos carros alegóricos da São Clemente, escola de cujo samba-enredo é um dos compositores, fantasiado de Jair Bolsonaro.

Adnet atirou laranjas para o público e fez flexões de braço em cima de um carro com os dizeres “Tá ok”, frase muito usada pelo presidente, e “a culpa é do Leonardo di Caprio”, numa alusão à crítica feita por Bolsonaro ao ator de Hollywood por financiar ONGs da Amazônia que, segundo ele, ajudariam a destruir a floresta.

Marcelo Adnet no desfile da São Clemente no sambódromo da Marquês de Sapucaí

Marcelo Adnet no desfile da São Clemente no sambódromo da Marquês de Sapucaí Foto: Wilton Júnior/Estadão

O enredo da escola era “O Conto do Vigário”, que aludia, entre outras coisas, às fake news. Em tom irreverente, o samba composto por Adnet e outros compositores tem várias mensagens políticas. “Hoje, o vigário de gravata/ Abençoa a mamata”, diz a letra, usando mais uma expressão associada a Bolsonaro.