Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Agora CUT quer papo com Bolsonaro

Equipe BR Político

Antes batendo o pé e dizendo “não reconhecer” Jair Bolsonaro como eleito, o presidente da CUT, Vagner Freitas, parece ter deixado um pouco de lado o radicalismo em prol do pragmatismo. Em entrevista para o El País, ele disse considerar Bolsonaro legitimamente eleito e diz que haverá papo da CUT com o novo presidente da República.

“Nós vamos tratá-lo assim, como quem foi eleito, e vamos levar a nossa pauta de reivindicação dos trabalhadores para ser negociada. Nós vamos defender os trabalhadores de qualquer ataque que possa acontecer, mas é diferente da nossa visão em relação ao Temer. Nós não considerávamos o Temer presidente eleito”, disse. Sobre a polêmica de não reconhecer Bolsonaro? “Foi um momento infeliz”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

Vagner FreitascutJair Bolsonaro