Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

AGU em campanha contra o aborto em casos de zika vírus

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O advogado-geral da União, André Mendonça, usou o Twitter na manhã desta sexta-feira, 24, para se posicionar contra a possibilidade de os ministros do STF decidirem que o aborto em casos de grávidas infectadas pelo zika vírus posse a ser um direito.

“Agora zika vírus, daqui a pouco deficiente auditivo, daqui a pouco deficiente visual, daqui a pouco alguma questão racial. Não podemos abrir espaço para esse tipo de discriminação na sociedade brasileira que se diz fraterna e igualitária”, disse o AGU em vídeo, que é conhecido por, nas palavras do presidente Jair Bolsonaro, ser “terrivelmente evangélico”.

Ontem, a um grupo de apoiadores, Bolsonaro chegou a dizer que enquanto ele estiver na Presidência “não haverá” aborto. Entre 2015 e 2016, o Brasil viveu uma epidemia de zika e microcefalia, que atingiu principalmente a Região Nordeste.

Tudo o que sabemos sobre:

AGUabortoSTFAndré Mendonça