Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Aliados seriam ‘pacifistas’ como Mourão?

Equipe BR Político

O vice-presidente Hamilton Mourão continua nesta segunda-feira, 25, a ressaltar que não há intenção do governo Jair Bolsonaro em apoiar uma intervenção militar na Venezuela. Ele lembrou que a autorização para forças militares estrangeiras entrarem no Brasil exigiria aprovação do Congresso Nacional para acontecer. “O ingresso de forças armadas estrangeiras em território brasileiro depende de aprovação do Congresso Nacional e não há intenção de apoio do governo Jair Bolsonaro para tal possibilidade”, explicou.

Só que parece que não há como colocar a mão no fogo de que os aliados do governo no Congresso apoiariam o discurso mais “pacífico” de Mourão. Como mostrou o BR18 no último sábado, há deputados que sinalizam que endossariam atitudes mais drásticas em relação ao governo de Nicolás Maduro. Dentre eles o “quase vice” Luiz Philippe de Orléans e Bragança, que avisou que, caso o tema chegue aos parlamentares, votaria com os “falcões”.