Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Alta de Bruno Covas é adiada após exame detectar novo coágulo

Equipe BR Político

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), teve sua alta do hospital Sírio-Libanês adiada após um exame no último domingo, 3, mostrar um novo coágulo, no átrio direito. A previsão era a de que Covas deixasse o hospital nesta segunda-feira, 4. Ainda não há uma nova previsão de alta para o prefeito.

O tucano, que continua exercendo o cargo, recebeu o diagnóstico de câncer no trato digestivo na semana passada. Covas também foi diagnosticado com tromboembolismo pulmonar, ou seja, bloqueio de artéria no pulmão.

“Exames subsequentes, entre os quais uma angiotomografia arterial e venosa do tórax, demonstraram redução dos sinais de tromboembolismo pulmonar e o surgimento de um pequeno trombo junto ao cateter venoso central. Por isso, a equipe médica decidiu pela permanência hospitalar para adequação da anticoagulação”, diz a nota assinada pelo Dr. Fernando Ganem, diretor de Governança Clínica do Sírio-Libanês.

O Estadão também informa que, na sexta-feira, 1, a equipe médica afirmou que Covas não apresentou reações depois da primeira sessão de quimioterapia.

Tudo o que sabemos sobre:

Bruno CovasprefeitoSP