Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Alta do petróleo deve chegar às bombas no Brasil, diz especialista

Equipe BR Político

Após ataque a unidades de petróleo na Arábia Saudita no fim de semana, a disparada no preço do barril nos mercados globais deve chegar ao consumidor no Brasil. A avaliação é do especialista Adriano Pires, do Centro Brasileiro de Infraestrutura, em entrevista ao Estadão.

Frentista em posto de gasolina. Alta no petróleo após ataque na Arábia Saudita deve chegar ao consumidor no Brasil

Alta no petróleo após ataque na Arábia Saudita deve chegar ao consumidor brasileiro, diz especialista. Foto: Evelson de Freitas/AE

Segundo ele, os ataques a drones pelos rebeldes houthis do Iêmen vão resultar em aumento de 8% a 10% nos preços do petróleo nas refinarias brasileiras. Nas bombas, o aumento seria menor, já que a gasolina leva na mistura 27% de etanol.

Pires frisa que a alta não acontecerá imediatamente, porque a Petrobrás ainda precisa avaliar o mercado, que passa por especulação no momento. “Imagino que lá para o final desta semana deve vir um posicionamento”, diz.

O especialista ressalta que isso depende da política do governo Jair Bolsonaro em relação à estatal. Ele coloca que, apesar do compromisso da empresa de adotar política de preço ajustada com o mercado internacional, o governo está alinhado com a categoria dos caminhoneiros até agora. “Se não reajustar o preço e acompanhar o mercado, certamente terá dificuldades em vender as refinarias da Petrobrás, que estão preparadas para serem vendidas”, avalia Pires.

O ataque reduziu pela metade a capacidade de produção da Arábia Saudita, que responde por 10% da produção mundial de petróleo. Com isso, os preços do petróleo dos tipos Brent e West Texas Intermediate subiram mais de 10%.

Tudo o que sabemos sobre:

Arábia SauditaPetróleoBrasilPetrobras