Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Alvo de mandado de prisão, Cristiane Brasil alega ‘perseguição política’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Alvo de mandado de prisão na manhã desta sexta-feira, 11, a ex-deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) alegou ser vítima de “perseguição política” contra ela e seu pai, o também ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ). Ela é pré-candidata à prefeitura do Rio de Janeiro nas eleições de novembro.

Foto: Antonio Augusto/Câmara dos Deputados

“Tiveram oito anos para investigar essa denúncia sem fundamento, feita em 2012 contra mim, e não fizeram pois não quiseram. Mas aparecem agora que sou pré-candidata a prefeita numa tentativa clara de me perseguir politicamente, a mim e ao meu pai”, escreveu no Twitter.

Em outra mensagem, ela citou outros dois candidatos ao pleito que também foram alvos de operações nesta semana. “Em menos de uma semana, Eduardo Paes, Crivella e eu viramos alvos. Basta um pingo de racionalidade para ver q a busca contra mim é desproporcional. Isso deve ter dedo da Martha Rocha, do Cowitzel e do André Ceciliano. Vingança e política ñ são papel do do MP nem da Polícia Civil”, disse.

As primeiras informações sobre a Operação Catarata, da qual Cristiane é alvo, davam conta de que ela ainda não tinha sido encontrada pela polícia. Na rede social, a versão dela foi outra. “Em tempo. Os policiais que estiveram na minha casa não mencionaram nenhum mandado de prisão”, escreveu.