Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Ambientalistas e agro convocam Moro contra grilagem na Amazônia

Equipe BR Político

O movimento de ambientalistas e do agronegócio em defesa da Amazônia reivindicam participação ativa do ministro Sergio Moro (Justiça) na causa contra o desmatamento e a grilagem de terras em terras do bioma. Várias entidades lançaram na sexta, 6, a campanha “Seja Legal com a Amazônia”. O representante da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura e diretor-executivo do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), André Guimarães, afirmou à Folha não estar “vendo o ministro Moro se manifestar sobre a ilegalidade do roubo de terras”. Como mostrou reportagem de Giovana Girardi no Estadão sobre o ganho milionário por trás do desmatamento, o valor obtido pelas quadrilhas criminosas varia de R$ 800 por hectare a R$ 2 mil. Ações da da força-tarefa Amazônia, do Ministério Público Federal, resultaram em seis operações com ações penais já ajuizadas. Só no Amazonas, 33 pessoas foram denunciadas criminalmente. A nova campanha, no entanto, pretende reforçar ainda mais as investigações.

Tudo o que sabemos sobre:

sergio morogrilagemAmazônia