Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Analistas destacam assimetria de proposta militar

Equipe BR Político

Economistas ouvidos pelo Estadão avaliam que os sacrifícios das demais categorias de trabalhadores vai ser maior do que o dos militares na reforma da Previdência. Para eles, o impacto líquido de R$ 10,45 bilhões previsto na proposta militar é considerado pequeno. Os analistas usam palavras como “ruim”, “decepção” e “assimétrica” para definir o texto entregue na quarta-feira, 20, pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso.

“Os detalhes da proposta foram uma decepção”, diz o professor da Universidade de São Paulo Luís Eduardo Afonso. “No fim, o governo espera economizar R$ 10,45 bilhões em dez anos, após um pacote de concessões ao qual nenhum outro trabalhador teve direito. É uma reforma assimétrica, em que os demais trabalhadores vão ter de se esforçar muito mais pela saúde do sistema.”