Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Analistas mais otimistas com o futuro da economia

Equipe BR Político

A surpresa com a variação positiva de 0,4% do PIB divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira, 29, faz analistas começarem a olhar com um pouco mais de otimismo para o cenário econômico daqui para a frente. Para a consultoria Capital Economics, os dados do segundo trimestre surpreenderam e indicam que a piora da atividade observada nos primeiros três meses do ano (quando houve queda de 0,1%) foi mais um fator passageiro do que o início de uma piora mais acentuada da economia. O crescimento foi puxado pela indústria (0,7%), seguida de serviços (0,3%). A agropecuária variou -0,4%.

O resultado de hoje tira o Brasil do cenário de recessão técnica que estava sendo previsto por economistas. Para o estrategista-chefe do Banco Mizuho, Luciano Rostagno, o resultado é um dado encorajador e que traz boas notícias, depois de um longo período de decepções com a atividade, embora a retomada ainda seja gradual. A avaliação da consultoria inglesa Pantheon Macroeconomics é de que os bons números do segundo trimestre mostram que a economia brasileira está resistente, apesar dos muitos choques que teve no período, de acordo com o Estadão.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

analistasotimistasfututoEconomiaPIBIBGE