Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Andrada adverte: ‘Não podemos mexer em princípios constitucionais’

Equipe BR Político

O deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG), que apoia a tese de que condenado deve ser preso após condenação em segunda instância, tentou colocar um freio no ímpeto dos pares para que o Legislativo reverta o entendimento recém-alcançado pelo STF de que condenado só será preso após esgotados todos os recursos. O parlamentar chama a atenção para o fato de o artigo 5.º da Constituição ser cláusula pétrea. “Não podemos mexer em princípios constitucionais. As ruas clamam, é razoável, é correto, mas o Judiciário não consegue julgar com celeridade. Se o Judiciário julgasse em um mês na primeira, dois meses na segunda e três meses na terceira instância, não teríamos essa discussão que estamos tendo aqui hoje. A culpa não é nossa. Não adianta trazer para a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) a discussão de quem tem instância da prisão do Lula”, afirmou nesta noite de segunda, 11, durante sessão do colegiado.

Tudo o que sabemos sobre:

Lafayette de AndradaLulaCCJ