Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Anvisa: ‘A maioria está a favor’ do uso medicinal da cannabis

Equipe BR Político

Na avaliação do presidente da Anvisa, William Dib, até 13 milhões de brasileiros, com diferentes doenças, podem se beneficiar da liberação pelo órgão do uso da maconha para uso medicinal e científico. A medida deve ser aprovada pelo órgão no fim de outubro. Em entrevista ao Estadão, Dib, evitou dar continuidade às polêmicas criadas por declarações recentes do ministro da Cidadania, Osmar Terra, que sugeriu que a Anvisa poderia “acabar”, caso a proposta de regulamentação fosse aprovada. De acordo com Dib, há gente no governo que apoia a medida. “A maioria está a favor, porque está lendo. Quando a classe médica diz que prescreve produto porque não tem alternativa, e mãe, pai, irmão vêm aqui ‘judicializar’, o eu que tenho para responder a eles? A grande maioria está a favor porque é bom para a sociedade”, disse.

Na conversa, Dib também falou sobre os benefícios financeiros que a regulamentação pode trazer ao País. “Isso beneficia a todos, e não só o usuário do medicamento, porque vai sobrar dinheiro, se conseguir reduzir esse preço. Tendo o produto, a oferta aqui, vai fazer com que não só o Judiciário economize em ações. O Ministério da Saúde vai comprar a preço competitivo. Todos poderão se beneficiar disso”, apontou. Por fim, Dib afirmou que o uso medicinal da cannabis vem aumentando tanto na academia quanto na sociedade, e os países estão se adaptando a isso. “Não seria justo a Anvisa não se abrir a essa decisão”, afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:

William Dibmaconha medicinalanvisa