Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Anvisa avisa que cloroquina ainda precisa de ‘receita especial’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ao contrário do que foi propagandeado por Jair Bolsonaro em sua live na última quinta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) avisou que não está liberada a compra de cloroquina com receita simples. Como mostra o Estadão, a agência avisou que não fez mudanças na determinação, em vigor desde que a droga teve especulada sua eficácia contra o coronavírus.

“A norma tem por objetivo coibir a compra indiscriminada desses medicamentos, que têm sido amplamente divulgados”, disse a entidade. A regra vale para cloroquina, hidroxicloroquina, nitazoxanida e ivermectina.

Na noite de quinta, Bolsonaro disse que o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, o avisou de que a resolução seria alterada para permitir a compra dos medicamentos com uma receita simples, sem retenção de via. As drogas são defendidas pelo presidente da República como uma espécie de “panaceia” contra o covid-19, mesmo com inúmeros testes tendo demonstrado que elas não funcionam ante o vírus.