Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Apoiadores da reforma devem ganhar cargos no 2º escalão

Equipe BR Político

Até agora o governo ainda não preencheu a maioria das vagas de segundo escalão nos Estados. Esse problema deveria ter começado a ser resolvido há dois meses, quando o chamado “banco de talentos” foi criado. Agora, o governo promete “destravar” as indicações e acelerar a distribuição dos cargos para partidos que apoiaram a primeira etapa da reforma da Previdência na Câmara. Até agora, a maior parte dos compromissos assumidos pelo Planalto foi com o Centrão, grupo que atuou como fiel da balança para a aprovação das mudanças na aposentadoria, informou o Estadão.

A estratégia do Planalto também prevê atenção especial ao Nordeste. Lá está a cobiçada Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba. Diretorias da estatal serão loteadas entre DEM, PP, MDB e PSDB, que, apesar de não integrar o Centrão, é uma espécie de “agregado” no bloco que dá as cartas do poder na Câmara. A distribuição de cargos é uma medida é complementar aos R$ 2,5 bilhões em emendas liberadas apenas nos cinco primeiros dias deste mês para aprovação da reforma.

Tudo o que sabemos sobre:

cargosdestravargovernobanco de talentos