Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Após 19 dias do apagão, Bolsonaro promete energia em ‘alguns dias’ em Macapá

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro visitou Macapá, neste sábado, 19 dias depois do apagão que deixou a cidade e outras próximas às escuras e na mesma semana em que voltou a faltar energia na capital do Amapá.

Ele esteve no Estado acompanhado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e apesar da situação da prolongada falta de energia e de a situação ainda não estar normalizada, foi saudado em sua chegada ao aeroporto por um grupo aos gritos de “Mito, Mito”. Mas também houve grupos protestando contra o presidente, Alcolumbre e o governador Waldez Góes, como mostram vídeos postados no blog do jornalista Gerson Camarotti, no G1.

Bolsonaro afirmou que a situação de fornecimento de energia será normalizada “dentro de alguns dias”, mas não se comprometeu com prazos. Ele afirmou que será editada uma Medida Provisória para isentar a população do Estado de pagar a conta de luz nesse período em que a transmissão ficou interrompida ou intermitente.

Bolsonaro e Alcolumbre embarcam para Macapá

“Hoje em dia podemos dizer que estamos nos aproximando do 100%. Acredito que nos próximos dias, como vimos agora há pouco, ao apertar o ‘start’ de pequenos geradores, de pequeno potencial, mas que no somatório brevemente atingiremos a plena suficiência”, disse Bolsonaro, afirmando que a população teve problemas, mas não ficou “desassitida”.

O presidente fez questão de dizer que não era responsabilidade do governo federal o fornecimento de energia para o Estado, mas que, ainda assim, estava cobrando providências e tentando agir para minimizar os prejuízos.

As eleições em Macapá tiveram de ser adiadas pela falta de energia elétrica, e o primeiro turno só acontecerá em 5 de novembro. O segundo, se houver, será realizado no dia 20.