Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Após ataques, Regina Duarte reclama de ‘facção’ querendo seu cargo

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Em sua primeira entrevista após assumir como secretária de Cultura do governo federal, Regina Duarte reclamou de uma “facção” que quer “ocupar” o posto. Logo após ser nomeada oficialmente, a atriz foi alvo de uma campanha difamatória nas redes sociais, capitaneada pela ala olavista de apoiadores de Jair Bolsonaro. ““Estamos começando a trabalhar na semana que entra porque até aqui estivemos ocupados, com enormes dificuldades de toda uma facção que quer ocupar esse lugar, quer que eu me demita, que eu me perca. Já tem uma hashtag #Foraregina e eu nem comecei”, disse em conversa com o Fantástico.

Admiradores e alunos do “guru” Olavo de Carvalho começaram a reclamar de Regina por uma série de exonerações promovidas pela nova secretária. Por exemplo, a saída do agora ex-presidente da Funarte, Dante Mantovani,  que ficou conhecido por dizer que o rock’n roll era “satânico”. Outro nome admirado pelos olavistas e que está na mira é o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo. Regina deu sinais que gostaria de substituí-lo por causa de suas declarações polêmicas sobre a questão racial. Bolsonaro, que prometeu “porteira fechada” para a secretária, deu sinais de que pode vetar cortes e indicações.

Tudo o que sabemos sobre:

Regina Duarte