Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Após caso Bendine, defesa de Lula pede anulação de 3 ações

Equipe BR Político

Com base na decisão da 2.ª Turma do Supremo Tribunal Federal da terça, 27, que anulou a condenação do ex-presidente da Petrobrás Aldemir Bendine, a defesa do ex-presidente Lula pediu à Corte que anule suas condenações e uma ação que ainda tramita na Operação Lava Jato. A defesa também pede que o petista seja posto em liberdade, informa o Estadão. Agora à noite, o ministro Edson Fachin determinou que o processo no qual o petista é réu pelo caso do Instituto Lula retorne à fase de alegações finais

O pedido do advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente, abarca a sentença de Lula a 12 anos e 11 meses de prisão, imposta pela juíza Gabriela Hardt, no âmbito da Lava Jato, no processo do sítio de Atibaia, e a condenação imposta pelo ex-juiz Sergio Moro, a 9 anos e 6 meses no caso triplex – a pena foi reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça a 8 anos e 10 meses. A defesa ainda requer a nulidade da ação em que o petista é acusado de receber supostas propinas de R$ 12,5 milhões da Odebrecht, na forma de um imóvel em São Paulo onde supostamente seria sediado o Instituto Lula e de um apartamento vizinho à residência do petista em São Bernardo do Campo.

Tudo o que sabemos sobre:

LulaSTFAldemir Bendine