Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Após reclamação do Irã, Bolsonaro se reúne com ministro da Defesa

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro terá uma reunião de 1h30, nesta terça-feira, 7, com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo. O encontro ocorre dois dias depois de o governo iraniano convocar a encarregada de negócios da embaixada do Brasil em Teerã para reclamar do posicionamento do País na nota do Itamaraty sobre o ataque que matou o general Qassim Suleimani. O assunto principal da reunião, portanto, deve ser a posição do Brasil em meio a tensão entre EUA e Irã.

Nesta manhã, a hashtag #IranBrazil tomou conta das redes sociais e foi o assunto mais comentado no Twitter. Segundo o Itamaraty, a conversa entre os representantes de Brasil e Irã foi “cordial”, dentro da usual prática diplomática, mas o teor é reservado e não será divulgado. Pela rede social, o líder da bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), classificou a nota do Itamaraty como “estupidez”. E afirmou qeu o Brasil se meteu em uma briga que não é nossa. “Agora, chamado pelo Irã, só tem duas opções: – reafirmar a posição da nota, comprando uma briga que não é nossa e colocando o Brasil em risco; – recuar e passar vergonha mundial. E aí?”, questionou o parlamentar.