Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Após ter acampamento fechado, grupo pró-bolsonarista invade cúpula do Congresso

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Depois de ter o acampamento desmontado pelo governo do Distrito Federal, um grupo do movimento que se autodenomina “300 do Brasil” invadiu nesta tarde de sábado, 13, a parte de cima da cúpula do Congresso, pelo lado do Senado Federal, onde é proibido o acesso ao público, informa o Broadcast Político. O grupo bolsonarista protesta contra os demais Poderes em Brasília. Eles cobram que o presidente Jair Bolsonaro intervenha em defesa do grupo, alvo de investigações do Ministério Público por suspeita de porte de arma. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), determinou à polícia legislativa a retirada dos manifestantes do local.

A coordenadora do coletivo é alvo da investigação de fake news no STF.

Um megafone reproduzia uma frase de Jair Bolsonaro: “Acabou, porra”, em referência ao discurso inflamado do presidente no dia 28 de maio, quando afirmou que “não teremos outro dia igual a ontem”, data em que a Polícia Federal realizou operação ordenada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news. “Acabou, porra”, disse o presidente aos berros.

Veja a nota do Senado:

A assessoria de imprensa da presidência do Senado informa que na tarde desde sábado (13), um grupo denominado 300 do Brasil tentou invadir áreas restritas do Congresso Nacional. O grupo chegou a subir no prédio, na parte externa onde ficam gôndolas, próximo às cúpulas do Congresso Nacional.

Assim que tomou conhecimento do ato, o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre determinou a policia legislativa que fizesse a retirada do grupo. No momento a polícia negocia com os manifestantes de maneira pacífica.

Tudo o que sabemos sobre:

invasãoCongresso300 pelo Brasil